Por que é tão difícil ser forte?

Por que é tão difícil ser forte?

Essa é a pergunta que faço frequentemente pra mim mesma. E fico em busca de respostas. Por que é tão difícil ser forte?

Tentei muitas vezes segurar a barra e ficar firme feito pedra, isso principalmente de um ano pra cá. Eu ia dizer que já fui frágil, muito frágil, mas foi nesse momento de maior fragilidade da minha vida que fui extremamente forte.

Um ano atrás me permiti ser fraca, me entreguei a depressão, aliás não tive escolha, é uma doença e fim.  Só enxergava um buraco fundo e preto. Estava bem longe de ver luz.

Em outros momentos da minha vida, também sei que me deixei entregar a fraqueza, mas nada comparado a minha depressão.

Já vim ao mundo relutando viver, não queria nascer, não queria vir pra esse mundo de jeito nenhum. Passei da hora, meu parto foi difícil, violento, traumático e fiquei uma semana na incubadora.

Hoje me vejo perdida, sou extremamente sensível. Choro por tudo. Sensibilidade à flor da pele. Isso acaba me afetando, por mais que digam que pessoas assim são especiais. Me atrapalha porque diante de uma adversidade eu entro em parafusos.

Depois de quase um ano após a minha depressão, sinto que é a primeira vez que to fraquejando. Estava firme feito rocha, sorriso no rosto, conselhos pra dar e vender, saindo muito, vários contatinhos e trabalhando feito doida. Tava tudo sob controle, até que despenquei de novo.

Vi que na verdade é impossível ser forte o tempo todo, o fraquejar faz parte. Volto a dizer, quando achei que mais fraquejei, foi quando fui mais forte. Agora, me permito sentir o desânimo. Me permito ficar perdida e sem rumo.

Sou nova, vivi pouco, mas já passei por poucas e boas, por isso sei que ninguém tá 100% seguro. A vida faz isso com a gente, cria muitas incertezas, incerteza que te fazem questionar milhões de coisas. Pode ser incerteza no trabalho, relacionamento, na solidão, nas amizades ou simplesmente pode tá tudo perfeito e você questiona essa perfeição.

Cada um tem sua forma de se fortalecer, um amigo diz que prefere guardar seus sentimentos e não mostrar suas fraquezas pra ninguém. Eu sou totalmente o oposto, só me fortaleço se botar pra fora minhas fraquezas, paranoias e sentimentos. Esse blog é um exemplo disso.

Já convivi com pessoas que sempre estavam com sorriso no rosto, firme e forte, sem reclamar e vivendo bem. Mas aquilo era uma capa, o sorriso era forçado, o olhar distante, nunca falava de sentimentos e o corpo sempre dava sinais de desesperos emocionais. Ou tem aqueles que preferem beber e fumar pra caramba e fingir que tá tudo bem e assim, nunca falar sobre fraquezas e sentimentos.

É impossível ser forte o tempo todo, até as pessoas que considero mais fortes nesse mundão tem as suas fraquezas. E ser fraco não é sinônimo de perdedor ou algo negativo. Pelo contrário, faz parte da dualidade da vida. O ponto chave é não ficar nesse lugar sempre, se acomodar, desanimar ou se entregar. Mas, se nem as pedras são firmes pra sempre. Por que nós seríamos?

**Ilustrações Christopher Delorenzo



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


%d blogueiros gostam disto: