Ela está com depressão e não sei como lidar

Ela está com depressão e não sei como lidar

Um dia desses recebi um email escrito exatamente isso: “Ela está com depressão e eu não sei como lidar. Queria conversar com você, claro se você quiser. Me avisa quando puder… Por favor!”

E eu nunca mais respondi… assim como as inúmeras mensagens que ignorei desse destinatário. E muita coisa passou na minha cabeça com essa história.

Ele é um dos caras mais babacas/ escrotos / machistas que já conheci, tem minha idade, 26 anos é noivo e mora junto há mais de um ano com uma menina muito linda, sério. Mas sempre que tem oportunidade quer me beijar.

Conheci ele logo que terminei um relacionamento de 5 anos, fazia anos que não sabia o que era ser elogiada e ter alguém reparando em mim ou nos detalhes da roupa que ia trabalhar; acabei ficando com ele e com certeza contribui pra depressão dessa menina.

Eu me arrependo sempre que lembro dessa história, pensei em não contar minha parte, mas só ia crucificar ele, sendo que eu errei também. Mesmo já fazendo muito tempo, e ele sempre resolve ressuscitar.

Ele sempre vinha me procurar pra desabafar do casamento e toda vez que eu topava escutar, me via no lugar da menina, no lugar da traída, da namorada que se esforça pra dar certo e o cara tá cagando. E quando ele me disse que ela tava com depressão, eu me vi mais ainda nela.

Eu e ela temos muito em comum, um dos motivos da minha depressão foi um relacionamento frustrado, não posso confirmar, mas acredito que também fui muito enganada e talvez até traída.

Um dia esse menino veio me falar que em casa ela exigia muito dele, e lembrei o quanto é difícil para os homens se tocarem que não tem essa de ajudar em casa, o lugar é dos dois. Escutei tanto o era só pedir, ele disse também que era só ela pedir. (sugestão de leitura: aqui)

Se me pedissem um conselho hoje, diria: não, se casem. namorem. – Aliás, minha mãe me falava tanto isso e não escutei (que bom que não escutei).

Morar junto é desafiador, lembro quando li o texto da Clara e ela falou que fez de tudo para ser a melhor esposa do mundo, mesmo sabendo que estava em um relacionamento abusivo. Eu fui a Clara por um tempo e fiz igual. (texto aqui)

Eu queria poder ajudar essa moça, e dizer que ele é um babaca, que ela é maravilhosa, não merece isso e que tudo vai ficar bem. Mas não tenho coragem e diante dela não tenho moral. Deixei a sororidade que tanto preso de lado, só pra ter minha auto-estima elevada por um cara que não valia nada.

E pra ele…não consegui responder. Eu estou de abraços abertos pra quem quiser conselhos sobre depressão, mas nesse caso eu falhei em muitos pontos. Eu falhei com uma irmã, me desculpa de todo meu coração. De longe te mando muita luz e vai sair dessa, sem esse babaca que não precisa de você e nem de mim pra nada!


***Colagens Elisa Riemer



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


%d blogueiros gostam disto: